Porto Sustentável

PROGRAMAS AMBIENTAIS

1 – Programa de Gerenciamento de Resíduos

A finalidade desta atividade é acompanhar periodicamente a correta destinação e separação dos resíduos no Super Terminais, realizando o levantamento quantitativo dos resíduos gerados.

2 – Programa de Gerenciamento de Efluentes

O objetivo desta atividade é acompanhar periodicamente o impacto das atividades portuárias na qualidade da água, por meio da avaliação periódica de parâmetros físicos e químicos em amostras de água a serem coletadas na respectiva área.

3 – Programa de Educação Ambiental

O programa visa identificar e promover as potencialidades de desenvolvimento e contribuir para a compreensão das atividades portuárias e seus programas ambientais.

4 – Programa de controle de vetores

A prevenção de zoonoses deve estar entre as medidas de proteção à saúde ocupacional de trabalhadores portuários, dos usuários do Porto e da comunidade do entorno do complexo portuário, buscando a prevenção de doenças e a manutenção da saúde dos trabalhadores portuários, sendo imprescindível a execução de medidas de caráter sanitário e de educação ambiental.

5 – Programa de Limpeza Reservatórios

Este programa tem a característica preventiva e suas ações, quando desempenhadas conforme a descrição e cronograma proposto realizado a cada seis meses seguindo a lei nº 754, de 23 de março de 2004 da prefeitura de Manaus garantido assim a qualidade da água para o Porto.

6 – Programa de Monitoramento e Controle de Ruídos

A poluição sonora gera incômodos a população dos arredores onde são desenvolvidas atividades industriais, comerciais. A Resolução Conama 01/90 define padrões, critérios e diretrizes para o controle da poluição sonora emitidas por tais atividades. Os limites de emissão de ruídos definidos nesta resolução são os recomendados pela norma ABNT NBR 10151:2000.

O Super Terminais realiza periodicamente um estudo mais amplo de controle de poluição sonora em dez pontos de monitoramento o qual se encontra com o nível de ruído estabelecido na NBR 10151.

7 – Programa de Gerenciamento de Riscos

Visando levantar os riscos oriundos das operações de armazenagem, transporte, carga e descarga de produtos químicos perigosos, granéis sólidos e outras mercadorias que embora não classificadas como produtos perigosos possam gerar riscos de acidentes ampliados com impactos as populações, a proposição e tomada de ações para a eliminação ou gerenciamento destes riscos e a preparação para resposta rápida e adequada em caso de ocorrência de acidentes envolvendo tais riscos, resultando em três produtos finais, sendo eles:

  • Estudo de Análise de Riscos (EAR);
  • Plano de Gerenciamento de Riscos (PGR);
  • Plano de Ação de Emergência (PAE);

O Estudo de Análise de Risco visa a análise das probabilidades de ocorrência de acidentes, a magnitude de suas consequências e a vulnerabilidade das populações do entorno. Já o Programa de Gerenciamento de Riscos, visa a constante tomada de ações, como exemplos a realização de treinamentos e a realização das atividades de manuseio baseadas em procedimentos adequados, para evitar riscos oriundos do manuseio de tais produtos. E o terceiro, Plano de Ação de Emergência ou Plano de Controle de Emergência visa o planejamento e a preparação para uma resposta rápida e adequada a ocorrência de um acidente envolvendo tais produtos.

8 – Plano de Emergência Individual

Visando a prevenção de resposta da instalação a qualquer incidente de poluição por óleo, em águas sob jurisdição nacional, decorrentes das nossas atividades. Temos a capacidade de garantir a execução das ações de respostas previstas para atendimento aos incidentes de poluição por óleo, nos seus diversos tipos, com emprego de recursos próprios, humanos e materiais, que poderão ser complementados com recursos adicionais de terceiros, por meio de acordos previamente firmados.